Escola de Arte Dramática

A Escola de Arte Dramática, a EAD,  é uma escola técnica de formação de atores/atrizes, fundada em 1948 por Alfredo Mesquita, no contexto de um movimento de transformação institucional e cultural instaurado em São Paulo, mas como um projeto de alcance nacional,  iniciado com a fundação da USP em 1934, e ganhando forma no âmbito artístico com a abertura do Teatro  Brasileiro de Comédia em 1948 e da Companhia Vera Cruz de Cinema, em 1949. 

Desde então, a Escola se estabeleceu como plataforma para gerações de artistas que deixaram sua marca no teatro, no cinema e na televisão. No esforço de compreender e produzir condições para a cena, a EAD de Alfredo Mesquita abriu-se também ao campo da crítica, da dramaturgia, da cenografia e do figurino. Não será por acaso que, de sua primeira turma de alunos/as, saem artistas que fundarão o Teatro de Arena.

Em 1969 a EAD será integrada à USP, participando da formação da então Escola de Comunicações Culturais, atual Escola de Comunicações e Artes, e fornecendo alguns dos elementos que conformariam o então Departamento de Teatro. Naquele contexto, a formação de atores/atrizes permaneceria em nível técnico, de modo a garantir à Escola a especificidade de seu trabalho, como tem sido ainda hoje.

Não se compreende a dimensão pedagógico-artística do programa da Escola se não se considera o vínculo íntimo entre pesquisa artística, criação e processos de aprendizagem. O conjunto de orientadores e orientadoras de arte dramática que compõe a Escola é integrado por artistas que atuam de maneira decisiva na vida artística da cidade e compreendem o processo artístico como instância privilegiada de experimentação e compreensão do tempo presente e dos sujeitos que nele se constituem.

Se há um sentido de tradição que emerge dessa trajetória, ele se define sobretudo pela invenção refletida e a transformação continuada de seus próprios pressupostos. Os trânsitos entre teoria e prática, a ênfase interdisciplinar, refletem um modo próprio de compreensão do trabalho artístico, cuja amplitude e multiplicidade ganham corpo na sala de aula, na sala de ensaio. Com efeito, a pluralidade de perspectivas de seus artistas formadores desdobra-se na diversidade que caracteriza as atividades de seus egressos/as.

Nesse momento, que é de radical transformação, a Escola de Arte Dramática se apresenta como um intenso laboratório de reflexão e transformação dos modos, compreensão e práticas do teatro, sua história e sua atualidade, atravessados pelas mudanças de uma sociedade que não apenas olha para a cena e a interroga, mas a ocupa e redimensiona. Estudantes e professores, artistas mobilizados por essa experiência, empenham-se num processo de auto-compreensão que, certamente, definirá para os próximos anos o fôlego de uma Escola que, mais do que ter se mantido até aqui, não cessou de se transformar.

Direção da EAD

Diretora: Mônica de Almeida Prado Montenegro
Vice-diretora: Tarina Quelho de Castro
Secretário: Carlos Alves da Costa
E-mail: ead@usp.br | Telefone: (11) 3091-4389

 

Veja também