CTR | Departamento de Cinema, Rádio e Televisão



Podcast promove pensamento crítico no consumo de games

Em parceria com o Games For Change América Latina, estudantes de Audiovisual criaram o podcast PodPlay, que relaciona jogos eletrônicos com questões da atualidade

Comunidade

O podcast PodPlay, produzido pelos alunos do primeiro ano do curso de Audiovisual da ECA, foi lançado em agosto e busca aproximar os interessados em games a questões sociais, desenvolvendo uma consciência crítica sobre o conteúdo que consomem. Seus episódios relacionam jogos eletrônicos com temas como terceira idade e saúde mental, ou comentam eventos importantes na comunidade de jogadores.

O projeto conta com patrocínio do Consulado dos Estados Unidos e faz parte da divulgação do IX Festival Games For Change América Latina, que ocorrerá no começo de novembro. A origem do PodPlay se dá, na realidade, em uma parceria de mais de 10 anos entre o grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento (vinculado ao Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR) da ECA e ao Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP), e o Games For Change América Latina.

Gilson Schwartz, professor do CTR responsável pela Cidade do Conhecimento e pelo PodPlay, ressalta a necessidade de se pensar na indústria de jogos eletrônicos, não apenas pelo seu espaço significativo e crescente, mas também pelo seu foco no público jovem. Sua preocupação se justifica pelo engajamento intenso que é gerado ao consumir esse tipo de entretenimento.

Imagem de divulgação do IX Festival Games For Change América Latina. Sobre um fundo roxo com ícones relacionados a jogos, um texto em letras brancas destaca o nome e as datas do evento: 12, 13 e 14 de novembro. No centro da imagem, o logo do evento de 2021. Na parte inferior, em letras grande e maiúsculas, a frase Participe!
Chamada de divulgação do evento. Fonte: Página do Games For Change América Latina no Facebook. 

O nível alto de interatividade e imersão pode afetar os jogadores e, para o docente, é preciso perguntar qual é o conteúdo que esses jogos possuem e como fazer para que seu impacto seja positivo. Embora seja subestimado pelo senso comum, uma pesquisa da consultoria Accenture estimou o mercado da indústria de jogos eletrônicos em mais de 300 bilhões de dólares.

Ele destaca outras iniciativas na área de jogos que promovem a transformação social e cultural, como o projeto em que Macunaíma, personagem literário icônico da obra de Mário de Andrade, se torna protagonista de um jogo de tabuleiro. A ideia surgiu na disciplina Produção de Games, ministrada por Gilson, e foi desenvolvida por Rodrigo Marzano, estudante de Audiovisual, e Christian Moraes, formado em Geografia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Outro destaque é o Purposyum: Desafios da Justiça, jogo de cartas brasileiro que foi premiado pela Educação para a Justiça do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC). Os dois jogos serão apresentados no festival.

GIlson afirma que é preciso expandir esse pensamento crítico e refletir sobre os valores que a tecnologia reproduz no mundo contemporâneo. “É muito fácil elogiar a agilidade e o caráter inovador e avançado de tudo o que é digital”, diz, e destaca que para “formar uma sociedade democrática com diversidade e sustentabilidade” a discussão precisa abranger a produção de equipamentos eletrônicos, as condições de trabalho daqueles que usam aplicativos como fonte de renda (por exemplo, os entregadores de comida) e as condições de acesso a essas tecnologias, principalmente pelas camadas mais vulneráveis da sociedade. 

Todos os episódios do PodPlay podem ser acessados pelo Spotify e possuem duração curta (entre 11 e 18 minutos). Já o IX Festival Games For Change América Latina ocorre nos dias 12, 13 e 14 de novembro e sua programação conta com convidados especiais, assim como oficinas de desenvolvimento de jogos. Além disso, os participantes poderão sugerir suas próprias ideias para serem transformadas em games com o Pitch For Change. O evento acontecerá de forma remota, e para participar basta se inscrever gratuitamente. Todas as informações estão disponíveis no site do Games for Change.